terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Felicidade


Sempre procurei alguém que esgarçasse a trama do tempo em fios de mundo: um segundo-eternidade. Alguém para escrever jornais e tratados e agendas sobre o possível, não sobre o posto. Alguém cujo rosto eu reconhecesse sempre, apesar das milhas, apesar das trilhas que seguimos. Sempre procurei alguém que visse a lucidez dos meus sonhos disparatados. Alguém que assumisse comigo, que conspirasse a meu lado. Eu sempre quis esse rosto amigo. Sempre procurei essa extensão de alma de quem costura vidas em quadros de retalhos. Quem não seguisse atalhos, quem se atrevesse a tocar o âmago das coisas. Sempre procurei alguém que orasse sem religião. Eu sempre encontrei em ti comunhão.

7 comentários:

Maíra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julia Lemos disse...

Ah Lian! tô aqui com os olhos cheios d'agua! Porque dentre os meus maiores motivos para estar tão feliz nesse aniversário, está a nossa amizade. Esse é um ano diferente, estou realmente comemorando meu aniversário de forma verdadeira. Estou em festa dentro de mim! E sei claramente reconhecer os motivos. Tenho uma família linda, o carrapatim e uma amizade especialmente preciosa, que é a sua. É simplesmente isso. Sempre que penso nas poucas coisas que preciso na vida para ser feliz, você está presente. Eu não seria tão plena sem a sua amizade. Obrigada por tudo!

Maria Cristina disse...

Que liinnnddooo!!!! Só não vou ficar com ciúme pq ganhei um post lindo esses dias hehehe

menininhasss!! Vai ser a FAV sem vcs!! E muuuitas alegrias pra Jú!! Ela merece e achei muito legal falar que ela não busca atalhos, é verdade! Vai com coragem! bjoss

Mr. G disse...

lindo lianzinha!!! atriz escritora artista plastica e poetisa!! ;)

bjão!!

Tatiana Lemos disse...

Emocionada e sem pelavras como fico sempre que leio o que Lian escreve. Eta menininha! Linda, sensual, talentosa, intensa e inteligente. Quem pode pode né?

Um brasileiro disse...

Oi. tudo blz? estive por aqui. legal. apareça por la. abraços.

Nádia Baldi disse...

Que Lindo, Lian! Tão bom quanto encontramos pessoas assim pelo nosso caminho! Bjs