segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Excessos


E de repente eu me cansei de ter nascido indo embora. Talvez eu esteja começando a ficar velha e sinta a vida ficando para trás. Houve o tempo em que eu seguia despreocupadamente e cada novo caminho era uma via que tinha de ser explorada com sede violenta. Hoje eu procuro as migalhas devoradas pelos pássaros. Eles que voam livres e levianamente despistam-me das trilhas que percorri. As ruas de Goiânia. Eu sigo por elas pensando talvez encontrar um caminho de volta. Todas as ruas têm um nome. Um só nome. Eu as percorro e não encontro o portal, o ponto de encontro das paralelas. O infinito é distante e eu prefiro o aqui e agora. Por onde volto? Onde se esconde a chave de um tempo em que o tão pouco era tanto? Mas eu sigo, eu sigo. Eu pego esse vôo sem volta e desço na cidade dos excessos. Excessivamente quente, povoada, barulhenta. Excessivamente nula. E eu querendo o pouco para me preencher...

4 comentários:

Alice in Wonderland disse...

Amiguinha querida, que pena não termos nos encontrado novamente. Que haja tempo pra gente conversar, viver, compartilhar, rir, brincar... Por detrás dessa mulher aterefada aqui, mãe, esposa, dona de casa, há uma menina, sempre menina querendo fazer arte de criança. Obrigada por sua alegria, seu carinho, seu jeitinho espontâneo de ser, sua amizade tão pura e tão sincera.
Minha linda, não se preocupe com as perdas, com o vazio no peito, com o que se foi. A vida é sempre incógnita, mas é a gente que escolhe o caminho. Talvez a escolha seja mais difícil ainda, mas as chegadas são sempre felizes e o melhor, nunca têm fim. Sempre há tempo de recomeçar, fazer novas escolhas, desviar o caminho... acredito em você, no seu potencial, na sua força, na sua coragem, na sua ânsia pela vida, que na sua simplicidade de ser, sabe exatamente como ser feliz. Felicidades em 2011 e sempre. Te adoro! Bjo com carinho,
Alice Xavier

Maria Cristina disse...

Lian, relaxa!Se vc viesse pra Gyn de vez tb teria a nostalgia da sua liberdade e dos excessos do Rio. A vida é assim mesmo e é bom saber que se pode sempre voltar.

Julia Lemos disse...

A Alice disse tudo! fiquei sem palavras!!

Laiali Safa disse...

Adorei o blog, tô seguindo, segue de volta plz? Rumo aos 500 seguidores õ/
http://laialisafa.blogspot.com/
Obrigada ;D
Bjos