segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Ontem chorei feito neném. Sentia um medo enorme de algumas coisas concretas e outras nem tanto assim. Saudades de muitas pessoas, de meus pais, o que foi aflorado por eu ter conversado com minha mãe ao telefone, saudades dos meus amigos, saudades dessa sensação de ter laços. Queria tranferir a Júlia, a Maria cristina, a Érika, enfim, minhas grandes amigas aqui para o Rio. Cada uma morando em um apartamento no mesmo prédio. Às vezes sinto que não tenho amigos, amigos pra valer, aqui. Sei que é injusto porque, afinal, as meninas do pensionato se tornaram minha família carioca. Mas, também, agora parece que faz tanto tempo que não as vejo, que não ficamos conversando, comendo ou marcando bobeira... Hoje acho que meus amigos captaram, de alguma forma o sinal. Chegou mensagem da Leilane, da Ingrid, do Nel. Meus amigos reaparecendo e me dando uma base, após um sobrevôo de leve.

6 comentários:

Alice Xavier disse...

Oiii
não sei se lembra de mim. Viajamos juntas para Recife em 2003 num ônibus da faculdade. Fui com o meu namorado, que agora é meu marido. O tempo passa... Temos um bebê que está fazendo 2 aninhos.
Te achei por acaso, nem sei te dizer como.
E você... o que anda fazendo:::
Espero que esteja bem.
Acho legal rever pessoas do passado, mesmo não tendo criado laços. Sobre o que disse estar vivendo... um hora ou outra isso sempre acontece na vida de todo mundo, de alguma forma. Faz parte do que somos, das escolhas que fazemos. O importante é que aqueles que amamos sempre estão presente, de uma maneira às vezes diferente da que desejamos. A vida da gente é assim mesmo e não há nada que seja fácil.
Tenho certeza que será feliz com as escolhas que fizer.
Bom... eu me formei em Letras, sou professora da prefeitura. Trabalho com jovens e adultos. Estudo para tentar o mestrado em Literatura, mas esse ano acho que não vou participar da seleção, pois fui convidada a aprensentar um trabalho em Lisboa. De Literatura mesmo. ótima justificativa, hein.. rs mas é o meu sonho.
O Guilherme está fazendo mestrado em Física, na área de cristalografia e indústria farmacológica, na UEG.
Sonhamos com uma vida melhor,
como todo mundo...
Bom... se não tiver lembrado de mim,
acesse:
www.alicexavier.blogger.com.br
ou me ache no orkut
http://www.orkut.com.br/Main#Home.aspx
Bjo com carinho,
sucesso, sorte, paz, saúde e muita alegria.
Alice Xavier

Alice disse...

aHH... COMO JÁ TINHA UM FILHINHO, O gUILHERME O ADOTOU COMO FILHO DELE TB. HOJE ELE TEM 9 ANOS E SOMOS UMA FAMÍLIA ESPECIAL.
OBRIGADA PELA ATENÇÃO E ESPERO QUE POSSAMOS SEMPRE NOS CORRESPONDER.
FIQUEI FÃ DE SEUS TEXTOS.
ALICE XAVIER

Erika disse...

Lian, pode deixar que eu por aqui já estou agilizando o processo de me mudar definitivamente praí com o Rodrigo...rs. Viva nossa futura comunidade!..hehehee. Saudade de vc! Beijinhos

Maria Cristina disse...

É, captou mesmo! Tem uns dias que não páro de pensar em vc. Preciso te contar um monte de novidades! Ai, tb quero sentar e chorar, mas não no colo do Wilson, hahhaha Bjos Lian! Mta saudade! quero fugir de casa, cabe mais um ai?

Lian Tai disse...

Eba, Maria Cristina!! Foge pra cá!! É claro que cabe, olha seu tamanho, hehe!!

julia disse...

Lian! eu tenho plena consciencia de que sou a amiga mais relapsa do mundo! penso em vc todos, todos os dias, e não dou nenhum sinalzinho.... Não sei bem pq sou assim, fico tentando me ocupar com minhas coisas, um pouco pq acho que estou meio perdida ´por esses dias. e tem a campanha tb. há muito tempo não converso sobre coisas mais subjetivas, coisa que com vc aqui era rotina, com vc por perto, meu entendimento sobre minha subjetividade estava sempre em dia. agora, não sei, está tudo meio estranho. Tenho muitas saudades de vc, mas nem vou prometer ser uma amiga mais presente, pois sei que certas coisas não se mudam de uma vez.mas nunca se esqueça que te amo e estou aqui pra hora que vc precisar!!