segunda-feira, 18 de julho de 2011

Aotearoa




"Como este ceu é denso!" foi meu primeiro pensamento ao descer no país das nuvens. Eu as olhava, brancas e fofas, da janela do ônibus. Anos antes eu dissera a alguém que são essas as nuvens das quais gosto mais. Ele me respondeu que eram cumulus. E hoje descobri o significado de Aotearoa, o nome maori do país: longas nuvens brancas. Então eles também, os maori, sabiam.



No aeroporto me preparo para partir. Breve, breve passagem pelo país das nuvens. Algum tempo antes busquei uma delas, pequenina, lá do alto, para um menino que passou de skate. Daqui eu levaria várias, fartas, ao alcance das mãos, para as pessoas queridas que ficaram, pessoas que eu trouxe. Catá-las-ia nos lagos, nos prédios, nos céus. Seria bonito tirar nuvens brancas das malas. E dizer assim: " pra você eu trouxe a nuvenzinha que saía de um vulcão", "pra você eu trouxe esta, trespassada pelo sol". Ou pelos nomes: cumulus, nimbus, cirrus. E ir tirando nuvens como coelhos da cartola.


Hoje tive uma dor de cabeça que me fez querer parar. Sumir, talvez. Tomar sorvete. Então escolhi um cheio de berries e me sentei à rua, na tarde fria, porém ensolarada. Um sol de nuvens brancas e longas. Aotearoa.


Quero partir daqui assim, como quem lentamente vai desvanecendo com um sorvete na mão, entre as nuvens.

6 comentários:

Maria Cristina disse...

Eu tb quero uma!!!

Leilane disse...

Que lindo!!!

Jéssica Lorena disse...

Gostei muito do teu blog!
Parabéns!

Nathy Costa disse...

http://paraneura.blogspot.com/, meu blog da uma olhada tb!
o seu é muito bom

Nathy Costa disse...

http://paraneura.blogspot.com/, meu blog da uma olhada tb!
o seu é muito bom

Pat Maionese disse...

Q lindo seu blog, parabéns,bj.
Dá uma passadinha no meu tb se puder :)
http://patnanda.blogspot.com/