segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Alguma coisa acontece no meu coração...


Falávamos sobre comunhão, necessidade tão profunda (seria apenas nossa ou universal?) que nos move. Transitávamos entre a arte, o amor e talvez até entre a religiosidade: essa trindade. A busca por algo que nunca é completamente alcançável, mas que se nos insinua com sua perfeita plenitude. E, no meio da cidade barulhenta e desordenada, nós comungávamos. E subitamente estar no ônibus ao lado de uma grande amiga cantando "Se enamora" tornava minha vida plena de sentido.

6 comentários:

Maria Cristina disse...

Ah, eu quero!

Julia Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julia Lemos disse...

E de repente o tempo pára e não tem pressa. Mesmo com toda a fadiga do corpo, se realiza o mais difícil. Os dias mais especiais são às vezes esses que não se anunciam. Que delícia os momentos em que toda explicação sobre o que é comunhão se torna vã diante da sua própria realização. Você existe mesmo??

Ana disse...

Essa alegria da comunhão. Tenho tido muitos encontros em que o tempo quer tudo menos passar. Ainda bem que coisas boas acontecem nos corações;

Erika Lettry disse...

Eu tb quero!

Alice in Wonderland disse...

"Se enamora
Quem vê você chegar com tantos sonhos
E os olhos tão ligados nesses sonhos
Tesouros de um amor que vai chegar"
(lembrança boa de minha infância)

Sabia que a Tiê regravou??